O ingrediente mágico

A essência de Oud ou Agarwood originária do Médio Oriente é o ingrediente mágico que dita uma tendência nos últimos 5 anos nos perfumes modernos, como nas marcas de Tom Ford,  Dior, Gucci e Dolce & Gabbana. O aroma é descrito como rico, denso, amadeirado, doce, couro, bolorento. Usado como nota de base nos perfumes, os árabes utilizam-no como uma base primária antes da aplicação do perfume comercial, tornando este mais complexo e misterioso. A qualidade do oud utilizado confere status a quem o usa, variando o odor de pessoa para pessoa, sendo umas vezes percepcionado como especiado, outras como amadeirado suave.

ky-anh-agarwood-a-620x300

Plantação de Agarwood no Vietnam.


Apelidado de ouro líquido, o seu preço pode atingir valores acima dos 100 000 dólares por quilo, tão caro como o ouro devido ao facto de ser um ingrediente natural raro e sujeito a esgotar. O desafio que esta matéria-prima coloca aos mercados é em termos da sua oferta e da qualidade, sustentabilidade e rastreabilidade. No sentido de conservar este recurso natural, muitos países do Sudoeste Asiático tornaram ilegal a prática de colheita e abate destas plantas, outros países estipularam quotas máximas de exportação, existindo plantações dedicadas para colheita em países como na India, Bangladesh, Tailandia e Vietnam.

firstchange_292_whatstheagarwood-_03

Resina de Agarwood ainda na árvore.

A sua produção exige muito trabalho e tempo, sendo necessário 40 anos para se conseguir colher uma boa quantidade de resina. A resina aromática tão desejada é produzida quando a árvore da familia Aquilaria é infectada com um fungo durante o seu crescimento, sendo a qualidade tanto melhor quando mais velha for a árvore. É utilizado no Médio Oriente e Ásia há milhares de anos sob várias formas, nomeadamente incenso, óleos corporais e perfumes. Na tradição árabe, a fragrância do oud é usada para aromatizar a casa e em cerimónias religiosas, símbolo de boas-vindas. Na indústria da perfumaria, são utilizados compostos sintéticos para recriar o aroma e capacidade de fixação, que são contudo pobres substitutos do natural, sendo preferencialmente usados em misturas com a essência natural.

o-34122

Resina de Agarwood.

Porém, o contributo do oud para o perfume vai mais além da ciência e do olfacto, oferece algo mais valioso e intangível – magia.

Fontes:
Perfumer & Flavorist; Fragrantica; Fortune; Al Arabiya

Anúncios

Perfume Design à Luz da Obra de Patrick Suskind “O Perfume”

i-sensis esteve presente no Clube de Leitura  da Biblioteca da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Abordando o tema  Perfume Design à Luz da Obra de Patrick Suskind “O Perfume”.

i-sensis no Clube de Leitura da Biblioteca da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

i-sensis no Clube de Leitura da Biblioteca da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

Ver mais em: O Perfume: Química Emocional

A sessão foi moderada pelo Prof. Doutor Alírio Rodrigues (Prof. Jubilado Departamento de Engenharia Química-FEUP).

Perfume Engineering: Discover the secrets behind fragrance formulation and evaluation of fragrance performance!

Descubra os segredos científicos que estão na base da formulação de fragrâncias e na avaliação do seu desempenho em perfumes!

O trabalho que deu origem a esta nova área de investigação em Portugal teve início em 1998 no LSRE – FEUP, liderado pelo Professor Catedrático Alírio Rodrigues.

O projeto foi iniciado com a colaboração das investigadoras Vera Mata (1998) e Paula Gomes (2000), tendo resultado em importantes publicações científicas, a tese de Doutoramento de Paula Gomes, a empresa i-sensis (2004), a tese de Doutoramento  de Miguel Teixeira e agora neste interessante livro científico “Perfume Engineering”.

Este livro revela os segredos científicos que estão na base da formulação de perfumes. Foi editado pela ELSEVIER,  a editora líder mundial em publicações sobre ciência e saúde.

Pode ser adquirido neste momento na AMAZON e na loja online da ELSEVIER: http://store.elsevier.com/product.jsp?isbn=9780080993997

Livro Perfume Engineering

Livro Perfume Engineering

I9 – BLOG SOBRE INOVAÇÃO E NOVOS PRODUTOS

João Coutinho licenciou-se em Engª Química na FEUP em 1992 com uma das melhores classificações de sempre dessa instituição. Doutorou-se na área de termodinâmica e petróleos na Dinamarca. A partir de 1995 trabalhou no Instituto Francês do Petróleo, em Paris.
É actualmente Professor Associado do Departamento de Química da Universidade de Aveiro, ocupando este cargo desde 2004. Criou aqui um grupo de investigação multidisciplinar em diversas áreas de elevado interesse, tais como: combustíveis fósseis, biocombustíveis, polímeros biodegradáveis, biotecnologia, biosurfactantes, seguindo as novas correntes de Engenharia de Produto. Neste contexto, criou um interessantíssimo BLOG: I9, onde descreve de forma clara e divertida vários produtos/serviços inovadores que se demarcaram recentemente no mercado pela sua originalidade.

Foi com grande surpresa – e orgulho – que encontramos nesse magnífico blog uma notícia sobre a I-SENSIS: Um bem haja, para ti, amigo João, pela tua aposta na colaboração e promoção das empresas nacionais!